Catálogo: Chafariz Monumental da Cinelândia

 Home Catálogo /Chafariz Monumental da Cinelândia

    Classificação:

    Categoria: Fontes e chafarizes
    Tipologia: Chafariz desativado
    Natureza: Artística
    Tipo: chafariz
    Material: Peça em ferro fundido

Dados do Monumento

  • Nome: Chafariz Monumental da Cinelândia
    Data de Inauguração: Jan/1880
    Autor: Mathurin Moreau
    Fundição/Atelier: Val d'Osne
    Propriedade: Pública
    Tombamento: Tombado pelo IPHAN pelo processo 1132-T-84 e inscrito no Livro de Belas Artes Nº inscr.: 597 ;Vol. 2 ;F. 018
    Ano (tombamento): 1990


    Descrição:

    Maior chafariz artístico em ferro fundido do Brasil. Foi adquirido em 1878 pelo imperador Pedro II, na Áustria. Executado na França pelas fundições da região do Val D’Osne, que naquela época forneciam inúmeras peças artísticas para o mundo, foi instalado no Largo do Paço, para o embelezamento da praça. 

    Durante do governo de Carlos Lacerda em decorrência das obras para construção da Av. Perimental (1962) foi transferido para a Praça da Bandeira, ali permanecendo ate 1978.

    Em 1976 devido à demolição do Palácio do Monroe que fora construído para ser o Pavilhão dos Estados Unidos na Exposição Internacional de 1922, ficou no final da Av Rio Branco com um enorme espaço aberto, o qual foi preenchido de forma harmoniosa, com a implantação deste chafariz.

    A obra com dez metros de altura, ergue-se sobre embasamento de granito, dividido em  conjuntos. O primeiro conjunto ( plintos) forma a bacia circular onde em quatro lados diametralmente opostos estão inseridas quatro carrancas entre folhagens . Da boca de cada carranca jorra a água recolhida em uma bacia de todas as águas do chafariz. Acima desta peca tem um frontal decorativo curvo em forma de concha sobre volutas. Acima temos um conjunto escultórico composto por duas figuras  de Atlantis e duas Cariatides  com louros, vestes tipicamente gregas com os corpos em movimento sustentado nos braços uma grande bacia superior.    Cada peca tem cerca de 2,5 metros de altura e têm ao seu redor figuras de anjos. Entre cada figura existe uma pequena bacia semicircular de onde escorre a água de pequenos bicos.

    Esta desativado no ano desde 2005.

    Leia mais: http://ashistoriasdosmonumentosdorio.blogspot.com.br/2015/04/preservacao-das-obras-de-arte-francesas.html



    Biografia:
    * Fontes dos dados (ver bibliografia)

Sua Localização

Endereço: Pç. Mahatma Gandhi - Centro - Rio de Janeiro - RJ
Ampliar o mapa

Mais Fotos

  • Foto frontal
    Vera Dias
  • Foto detalhe
    Vera Dias
  • Foto detalhe
    Vera Dias
  • Foto detalhe
    Vera Dias
  • Foto detalhe
    Vera Dias
  • Foto do Catálogo
    Desconhecido
  • Foto historica, inauguração 20 de dezembro 1979
    Jornal O Globo
  • Foto histórica - inauguração,1962
    Arquivo Nacional


Quem sou eu

Vera Dias Sou natural da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro e nasci em 1956. Meus primeiros passos rumo à formação profissional ocorreram em 1974, ao me matricular no curso Técnico de Edificações do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca. Daí segui para a formação de arquiteta, me graduando em 1981 pelas Faculdades Integradas Silva e Souza. Em 1988, ao terminar a pós-graduação em Urbanismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), me candidatei a uma das 150 vagas abertas no primeiro concurso públ...


Leia mais